sábado, 11 de setembro de 2010

QUERO



Provar este amor
feito dádiva.
Construir sonhos,
loucos castelos,
onde nossas almas errem
_ livremente _
como fantasmas nebulosos,
ocultos...
Criar ilusões, 
ainda que inconsequentes.
Cometer todas as imprudências,
recometê-las,
duplicá-las.
Possuir o todo na íntegra
_ indivisível _
belo, majestoso.
Sentir manhãs,
tardes, 
noites,
como desprovidas de horas
_ interligadas _
na unidade de um momento.
Provar este amor
como o todo:
impossível à razão,
livre,
simples,
mas exato ao coração.