terça-feira, 31 de agosto de 2010

Filme

Hoje reassisti ao filme "Os Miseráveis", baseado na obra homônima de Victor Hugo. Simplesmente magnífico o lado da capacidade de mudança do ser humano quando recebe amor, da retidão do caráter cristão e, por outro lado, o sentimento de frieza e a obstinação daqueles que rigidamente cumprem seus deveres, sem amar ao ser humano em primeiro lugar.