sábado, 2 de outubro de 2010

Fim



Estou de saída  



abstraída do amor


decepcionada demais...



Na partida


desmancho a ilusão


que me norteava.



Não mais te quero


Não mais te busco


Não mais te creio.



Rompeu-se o cristal


antes tão límpido


hoje aos pedaços.



Afasto-me só


Sem saudades


Sem lágrimas



Apenas entristecida


na ausência do sonho


que somente eu sonhei.