terça-feira, 19 de outubro de 2010

Separação

Há tanto tempo já que me afastei
e disse adeus ao meu mais caro sonho:
o nosso amor, que coloria o dia
e iluminava o céu negro e tristonho.


Não sei porque (momento insano e atroz)
fui crer que iria só trazer-te o mal
e te lancei ao mundo, a novas buscas,
sem ver que dava em mim golpe mortal...


E, separados em caminhos toscos,
nos envolvemos em outros amores
a mascarar em nós as nossas dores...


Hoje distantes, tu e eu, querido
temos feridas nossas esperanças
e o nosso amor... que vive de lembranças...