domingo, 10 de outubro de 2010

Ao meu Senhor (como criança...)

Deus Supremo,
Pai amado,
Rei dos reis
meu Salvador,
ao   colocares  o  Teu  Filho  em  meu  lugar
para    sofrer   o   castigo,   que   era     meu,
naquela   cruz,  e  torturado  até   à    morte,
saldou meu débito com o sangue que verteu.
Minha vida
(que era morte),
resgatou-a
meu Jesus.
Criatura,
que antes era,
tornei-me
filha da Luz!
Tenho a Paz
que me legaste,
vida eterna
ao lado Teu.
És meu guia
e meu conforto,
estou em Ti,
és meu Deus!
     Humildemente agradeço o Teu cuidado
ao dar-me a vida, com Teu sangue derramado!